AUTOR

Daniel Duque

CATEGORIA
Lançamento, Notícias

Diogo Carriço estreia single ‘Sal de Lágrimas’

6 Novembro, 2020 - 12:08

É o primeiro lançamento do pianista e artista audiovisual Diogo Carriço em nome próprio.

Estreou esta sexta-feira Sal de Lágrimas, “uma faixa que olha para a tristeza de forma calorosa, e leva quem a ouve a flutuar expectante”, lê-se em comunicado. “Aproximando-se à sonoridade de artistas como Alessandro Cortini ou Caterina Barbieri”, Diogo Carriço compõe aqui “sonoridades eletrónicas tendencialmente minimalistas”, marcando-as com uma “metamorfose gradual de padrões melódicos simultâneos”.

Diogo explica que “quis fazer um single que tocasse no salgado da tristeza, nas lágrimas que sabemos que não nos levam a lado algum, vendo o mar como apaziguador que as leva consigo”. “O mar tem esta força de destruir mas também de levar para longe”, acrescenta o pianista e artista audiovisual que em 2017 se mudou para a Holanda para estudar música eletrónica no Conservatório de Amesterdão.

Sal de Lágrimas chega também com um vídeo com imagens gravadas na Praia Formosa, na ilha da Madeira, em dezembro de 2019, altura em que atuou no festival MadeiraDig. Posteriormente manipuladas, “as paisagens dissolvem-se em pinturas aquosas abstratas, proporcionando uma experiência audiovisual imersiva”.

Com formação em música clássica, Diogo Carriço é “alimentado pela ânsia de criar espetáculos audiovisuais que escapem ao ruído da vida quotidiana”. Com um piano minimalista e recursos eletrónicos, o músico “cria uma infusão de harmonias flutuantes e melodias ondulantes com a mais latejante experimentação eletrónica”, ele que já foi distinguido com o prémio “Jovens Criadores”, pelo Centro Nacional de Cultura, e com a oportunidade de atuar como artista residente na Universidade de Artes de Amesterdão.

Além de estar disponível em plataformas como Bandcamp e Spotify, Sal de Lágrimas pode ser encontrado no YouTube, onde, aliás, o tema é acompanhado pelo referido vídeo produzido pelo próprio Diogo Carriço.

Fotografia por Teresa Costa

relacionados

Deixa um comentário






t

o

p