CATEGORIA
Reportagem

Altas temperaturas na abertura do Brunch Electronik

2 Agosto, 2018

A terceira temporada do Brunch Electronik Lisboa arrancou este último domingo, com Paul Kalkbrenner como cabeça de cartaz.

O calor que se fez sentir não impediu os brunchers de se deslocarem à Tapada da Ajuda para a festa abertura desta terceira temporada do Brunch Electronik – In The Park. A proposta é simples, mas eficaz: uma tarde de domingo passada ao ar livre, repleta de música, dança e bom ambiente. Aliás, o evento destaca-se por isto mesmo – para além dos imensos estrangeiros que frequentam o Brunch Electronik, contribuindo para um ambiente trendy e descontraído, o festival oferece ainda um espaço destinado aos mais pequenos, com jogos, pinturas faciais e insufláveis, para que adultos e as crianças possam conviver no mesmo lugar. O formato diurno, a beleza do local e o ambiente internacional e family-friendly são fatores que criam uma atmosfera única, distinguindo este evento dos demais.

Neste primeiro Brunch, os portugueses Sininho e Gusta-vo serviram as entradas ao público visivelmente animado e pronto para a festa. O recinto não tardou a encher, e pelas 19h00 anunciava-se lotação esgotada. Os djs, ambos naturais do Porto, demonstraram através dos seus sets o quão válido e competente é o talento nacional.

previous arrow
next arrow
Full screenExit full screen
Slider

Se o tão aguardado espetáculo de Paul Kalkbrenner tinha hora marcada para as 20h00, este não teve início antes das 21h00 – o atraso foi devido a problemas com o voo do artista. Não obstante, o set de uma hora de Kalkbrenner foi animado do início ao fim, e muito aplaudido pelo público – destacamos o remix de “Te Quiero”, de Stromae, e a famosa “Sky and Sand”, do próprio Kalkbrenner, que levou toda a gente ao rubro, como seria de esperar.

O primeiro dos oito domingos da temporada teve, contudo, alguns aspetos a melhorar – o público criticou o tempo de espera nas filas para comprar comida e bebida, o baixo volume do som, a falta de espaço para dançar e a fraca iluminação no caminho de regresso até à saída. A organização publicou mesmo um pedido de desculpas aos brunchers, convidando-os a comprovarem as melhorias no som e o reforço das equipas de bar já a partir da próxima festa. Acreditamos que, até dia 5, a equipa do Brunch Eletronik fará o necessário para que se possa dançar confortavelmente ao som de Amelie Lens, apresentada pela organização (e considerada por outros tantos!) como a “rainha do techno” do momento. Nós vamos lá estar para comprovar – e tu?


Fotografia por Andreia Gomes

relacionados

Deixa um comentário

t

o

p