AUTOR

Daniel Duque

CATEGORIA
Notícias

Neopop está de volta ao Hard Club com showcase da Dystopian

10 Setembro, 2019 - 18:43

Nesta noite de regresso do Neopop ao Hard Club, os bracarenses da Dark Sessions tomam conta da sala 2.

No dia 4 de outubro, sexta-feira, os alemães Rødhåd (na fotografia), Alex.Do, Monoloc e o americano Jon Hester são os convidados da Dystopian para fazer a festa no espaço portuense, por onde vai também passar a equipa da Dark Sessions com Esoteric, VHS, Vøltt e Rephate na segunda sala.

Rødhåd dispensa apresentações. A história do patrão da editora alemã começa nos anos 90 e parte para a produção nesta última década, com grande parte dos trabalhos a sair na Dystopian, como é caso do seu único longa-duração, Anxious, de 2017. Alex.Do, um fanático por melodias, lançou também alguns EPs no selo alemão, mas o seu mais recente 12” saiu na WSNWG, nova label de Rødhåd, com quem coproduziu o disco.

Monoloc, por sua vez, explora um lado mais experimental e ambient dentro da música techno, como se pode ouvir em trabalhos como o álbum The Untold Way e o EP Drought, ambos editados na Dystopian. Já Jon Hester, americano baseado em Berlim, também já passou pela label responsável por este showcase, assim como pela LET Recordings, entre outras, onde assinou o brilhante Aether em 2018.

À data, a organização ainda não disponibilizou bilhetes para o evento.


Fotografia por André Teixeira

relacionados

Deixa um comentário


t

o

p