AUTOR

Ana Especial

CATEGORIA
Notícias

São Mamede é o palco do 8º aniversário da OSI

4 Julho, 2018 - 19:37

A vimaranense OSI celebra o seu oitavo aniversário este sábado, dia 7. A festa conta com o espanhol Marc Maya a encabeçar o cartaz.

A Organização Sem identificação, assim apelidada porque sempre quiseram “que as festas fossem identificadas como sendo trabalho de uma equipa”, já organiza eventos há oito anos. Começou com o Carlos Martins e o Carlos Araújo que, “ainda muito jovens”, tinham conhecimento do que se fazia pelo Porto. Mas “as despesas e a distância”, como dizem à A Cabine, resultaram no sonho de organizar festas em Guimarães.

Tudo começou em 2010 com o Selho Summer Fest, o primeiro evento da OSI. “Com um cartaz modesto mas com qualidade, tudo começou com hip-hop, mas depois terminou naquela que é a nossa vertente, o techno”. A festa foi um sucesso, servindo como rampa impulsionadora para o que viria a acontecer. “Desde então fomos sempre exigentes, arrojados e diferentes, tentando trazer o melhor da música eletrónica a Guimarães”, dizem Martins e Araújo.

Têm como principal objectivo “afirmar Guimarães como uma referência na música eletrónica”, tendo em mente muitos planos e vários projetos em agenda. Projetos esses que até já começaram a ser concretizados e a dar frutos: “este ano demos início a um desses, a ESSENTIA MUSIC, que visa fazer um evento anual de outra dimensão”.

Além de “elevar ainda mais a OSI” e deixar o rasto da organização, que já levou artistas como Pan-Pot ou Gary Beck até à cidade berço, prometem “que não vão parar, não fosse a OSI uma família”.


Este sábado, dia 7 de julho, a OSI festeja o oitavo aniversário numa casa familiar à organização, o São Mamede CAE. A celebração promete fazer os vimaranenses dançar com MANÓ e Klash, URZE e Pedro Vasconcelos, além do imperdível Marc Maya.

relacionados

Deixa um comentário






t

o

p