AUTOR

A Cabine

CATEGORIA
Artigo

Neopop: cinco sugestões para ouvir no Anti Stage

4 Agosto, 2019 - 19:30

O Neopop começa na quarta-feira e, por isso, escolhemos cinco nomes a não perder no Anti Stage.

A 14ª edição do festival acontece de 7 a 10 de agosto junto ao habitual Forte de Santiago da Barra, em Viana do Castelo. Pelo Anti Stage, há atuações imperdíveis durante as quatro noites de Neopop, como de Wata Igarashi (live), Dasha Rush (live), DVS1, Ø [Phase] b2b Matrixxman, DJ Deep b2b Zadig e Surgeon (live).

Mais ainda, vão passar por lá vários portugueses que também não queremos perder. Quatro desses exemplos são o back-to-back entre Terzi e Tiago, o lisboeta VIL e os live acts de Berllioz e de Roundhouse Kick.

Ainda assim, decidimos sugerir outros cinco nomes. Vê abaixo as nossas escolhas e não te esqueças de consultar os horários para o evento aqui.

2Jack4U (live) [Quarta-feira à 1h30]
Acid Mary (Rubina) e Jack Drop (André) são os 2Jack4U, dupla que, este ano, lançou Epicurismo Remisturado na Percebes, Add to Cart na Extended Records, uma faixa na compilação Rave Tuga e ainda uma remistura de Drinks Promise Better de Mirror People e Da Chick. Mas apesar de as suas produções serem excecionais e viciantes, são os seus live acts que têm chamado a atenção de tudo e todos. No Neopop, não esperamos por menos. 2Jack4U é acid e techno analógico feito a partir de máquinas como a TR-909, TB-303 ou um MPC1000. De cortar a respiração.

Amato & Adriani (live) [Quinta-feira às 2h30]
De um lado, Michel Amato, francês também conhecido por The Hacker; do outro, Alessandro Adriani, italiano por trás da Mannequin Records. Juntos são a dupla Amato & Adriani, cuja história começa com um back-to-back e desenvolve para um live act que vamos ter oportunidade de ouvir em Viana do Castelo. Desta atuação, podemos esperar por influências electro, EBM, industriais e, entre outras, synth wave, sonoridades que se escutam no EP de estreia do duo, Présence du Futur, editado no final de junho. O francês e o italiano assinaram recentemente trabalhos na Klakson e Stroboscopic Artefacts, respetivamente, mas é a sinergia do duo que nos vai fazer suar durante a atuação de uma hora no Anti Stage. A não perder.

Colin Benders [Sexta-feira à 1h]
Para quem nunca ouviu falar de Colin Benders, surpreender-se-á com o facto de o holandês de 32 anos ter sido maestro e trompetista da Kyteman Orchestra, um projeto que criou aos 22 anos com o objetivo de privilegiar o improviso em palco. Esteve envolvido em mais alguns projetos de jazz e hip-hop, até que descobriu o poder dos sintetizadores modulares conjugados com o som que reproduzem. Desde 2016, aventura-se no mundo do techno com a ajuda do seu set-up modular, tocando em festivais e clubes como o Awakenings, o Dekmantel e o Berghain. Dia 9, sexta-feira, poderão vê-lo em ação no Anti Stage.

Héctor Oaks [Sexta-feira às 7h]
Dj e produtor madrileno baseado em Berlim, Héctor Oaks estreia-se em Portugal nesta edição de Neopop. Por si só, isso poderia ser motivo suficiente para esta sugestão, mas há outros pormenores que nos motivam a destacar Oaks, como o facto de ser o responsável por encerrar o Anti Stage na noite de sexta-feira. Também conhecido por Cadency, o espanhol é residente do clube georgiano Bassiani e do coletivo Herrensauna, além de ser patrão da OAKS e da KAOS, por onde já passaram nomes como Anetha, Schacke e Takaaki Itoh. No fundo, ao longo de duas horas em Viana do Castelo, Héctor Oaks vai oferecer techno duro, empolgante e sem espinhas, como é caso do seu álbum de estreia, As We Were Saying, lançado em 2018.

The Advent (live 90’s set) [Sábado às 7h30]
Cisco Ferreira é, sem sombra de dúvida, um dos grandes nomes desta edição de Neopop. Em estreia no festival vianense, o veterano português irá apresentar o seu live especial de techno dos anos 90, época dourada na qual começou o projeto The Advent e na qual se aventurou também pelo electro. Com Ricardo Rodrigues, por exemplo, o engenheiro de som baseado em Londres tomou o mundo de assalto com o projeto The Advent vs. Industrialyzer; a solo, tanto como The Advent ou como G Flame, sempre mostrou toda a sua mestria e sabedoria ao longo dos quase 30 anos de carreira – em setembro do ano passado, foi o responsável pelo 22º lançamento da Klockworks. Na manhã de sábado, as energias do Anti Stage irão escalar. Preparem-se.


relacionados

Artigo

Deixa um comentário

t

o

p