AUTOR

Daniel Duque

CATEGORIA
Notícias

Noite em Portugal ameaçada por “insolvências em massa” de bares e discotecas

28 Julho, 2020 - 13:31

O alerta foi dado pela AHRESP – Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal.

Cinco meses desde o encerramento de bares e discotecas de todo o país, devido à pandemia de covid-19, e ainda não há perspetiva de reabertura destes espaços. Em comunicado enviado às redações, citado pela Marketeer, a AHRESP diz que “as empresas de animação noturna encontram-se ‘na iminência de insolvências em massa’”.

Ainda de acordo com o mesmo comunicado, “urgem medidas compensatórias que evitem as inevitáveis insolvências e despedimentos coletivos”, menciona a AHRESP, referindo ainda que estas empresas são peça-chave da oferta turística nacional.

A “sustentabilidade e sobrevivência de milhares de negócios e de muitos milhares de postos de trabalho” está em risco, num “cenário dramático” que tem como consequência a “total descapitalização das empresas”. Também por isso, a AHRESP afirma que “urgem apoios financeiros não reembolsáveis”, inclusive para a manutenção de milhares de postos.

De referir, a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal apresentou ao Governo um “Guia de Boas Práticas para os Estabelecimentos de Animação Noturna” em junho, visando medidas de segurança a ter em conta para uma possível reabertura destes espaços. Até à data, ainda não teve qualquer resposta do Governo ou da Direção-Geral da Saúde.

Photo by BRDNK Vision on Unsplash

relacionados

Deixa um comentário



t

o

p