CATEGORIA
Lançamento, Notícias

Per aspera ad astra: Ricardo Martins lança “Incerteza Absoluta”

18 Junho, 2021 - 11:09

Saiu na semana passada pela Revolve.

“Incerteza Absoluta” é o mais recente lançamento de Ricardo Martins, baterista por trás de bandas como Lobster e Cangarra. Gravado nos Blacksheep Studios e com selo Revolve, o disco marca o “início de uma nova viagem”, pode ler-se nas notas de lançamento. “Daqui, o caminho é desconhecido, mas será sem dúvida cheio de triunfos”, refere Ricardo Remédio nas notas do Bandcamp.

A total incertidão de Ricardo Martins desenrola-se sob a premissa “per aspera ad astra” e tem duas dimensões. A faixa homónima do EP conta, para além das baterias, com sintetizadores de Ricardo Martins e Francisco Dias Pereira e guitarra de Óscar Silva. Quanto à viagem ao Multiverso, é resultado de uma sessão de improviso para a sala virtual do festival Common Multiverse, com curadoria Revolve, e foi gravada em finais de fevereiro. Ao todo, são quase 24 minutos de travessia pelo registo experimental.

É um dos mais respeitados e ocupados bateristas portugueses da última década, “transpirando em palco uma energia singular e, na música, uma assinatura pós-punk inconfundível”, segundo nota enviada às redações. Há até quem lhe chame hiperativo por reunir já um currículo tão vasto, com cerca de meia centena de participações em bandas, colaborações, peças ou outros projetos. Atualmente, trata da percussão em Pop Dell’Arte, Jibóia, Papaya, ALGUMACENA, Deriva, Silvar, Fumo Ninja e no sexteto Chão Maior, sem esquecer, claro está, os lançamentos a solo.

Além de trabalhos ao lado de Filho da Mãe, como foi o caso do longa-duração “Tormenta” em 2016, e design de som para várias peças de teatro, incluindo a Praça dos Heróis a exibir no Teatro D. Maria II, Ricardo Martins co-criou também Levamentum a par de Ana Vaz e Paulo Quedas em 2020, uma peça de dança em vídeo. Nascido em 1984, foi também co-fundador do Desisto em 2013, um estúdio de design onde pratica desde então. Estreou-se a solo com “Furacão” no ano de 2018, um álbum experimental de 12 faixas, uma para cada mês do ano.

“Incerteza Absoluta” está disponível para compra e escuta integral no Bandcamp.

Direitos de imagem reservados

relacionados

Deixa um comentário






t

o

p