AUTOR

A Cabine

CATEGORIA
Artigo

Lançamentos favoritos de julho

17 Agosto, 2021 - 10:13

Daqui a pouco estamos em setembro, mas não podíamos deixar os nossos lançamentos favoritos de julho para trás.

Album – Album [Telephone Explosion]

Apareceu-me nas sugestões de novos álbuns no TIDAL e foi provavelmente a melhor sugestão que me fizeram este ano. Album é o projeto de Olivier Fairfield e Simon Provencher, dois músicos canadenses que escrevem aqui um disco experimental que tanto nos remete para universos jazz como IDM, que tanto vai ao orgânico como à máquina, que tanto dá para ouvir em pé como deitado e de olhos fechados. Incrível. DD

DJ Ride – ENRO [VISION]

DJ Ride é um nome que dispensa apresentações por cá – e não só pela arte de scratch. Já correu o país e o mundo a mostrar o que faz nos decks, tanto a solo como com a sua dupla Beatbombers. É um nome bem experiente, com o primeiro disco a datar de 2007, portanto imagine-se o que fez com a sua estreia na VISION, dos holandeses NOISIA. Com direito a um mix a rematar o lançamento, “ENRO” é uma viagem versátil que vai envolvendo o ouvinte nas influências deste incontornável nome da cena nacional. DD

Drummotive – Looming EP [Next Phase Records]

Este lançamento é simplesmente belo e provavelmente um dos melhores lançamentos que ouvi este ano. O produtor, e baterista, entrega-nos uma viagem emocional, experimental e rítmica cheia de cores, momentos e contra-tempos. A musicalidade aqui presente é mágica e emotiva – assim como o seu nome indica. Não é a primeira vez de Roy Ritsma na Next Phase, e esperemos que não seja a última. JF

Enkō – Kappa [HAYES]

Sabemos que fazer viagens a lugares tropicais não está fácil – como tal, Enkõ leva-te à sua própria floresta tecnológica e tribal composta por quatro temas bem frescos. “Kappa”, com selo da Hayes, é um dos EPs escolhidos pela nossa redação para este mês dada à alta envolvência trazida por uma inspiração que Enkõ vai buscar tanto ao clássico como ao moderno. A não perder. JF

Gremlinz, Jesta & Overlook – Infinity / Lone Pine [Droogs]

Drum choppage, ambientes frios, reese basses, ecos…. O que esperar de uma editora como a Droogs, que tem vindo a atacar a comunidade com música escura e atmosfericamente pesada? E claro, o que esperar de algo vindo de Gremlinz, Jesta e Overlook? O inevitável, claro. JF

Peak Bleak – Plastic Love [Coletivo FARRA]

“Pode o ruído ser romântico”, pergunta a dupla formada por Aires e Sal Grosso neste novo trabalho. Se dúvidas houvesse, deixaram de haver. Peak Bleak respondem com coesão e transparência: é possível ser romântico e, na realidade, é possível ser muito mais do que isso. Por entre universos que tanto dominam (do noise ao drone), estes dois músicos compõem aqui um brilhante trabalho que nos leva por uma viagem introspectiva – basta fechar os olhos para se dar a partida. DD

Retromigration – Bloom Street EP [WOLF Music]

Embora já ande no radar dos mais ávidos connoisseurs do deep house sagaz há algum tempo, o último ano tem vindo a estabelecer Retromigration como um nome a ter em consideração nas vertentes mais classy – e jazzy – do género. E este Bloom Street EP, pela Wolf Music, é apenas mais uma acha deitada para a fogueira do seu estatuto, que floresce a olhos vistos. Seja na praia ou no jardim, para dançar ou contemplar, bafejai-vos com umas chilled-out vibes veranis como deve ser. RC

Rizzle – Fragments EP [Metalheadz]

A aquisição mais recente da Metalheadz entra de rompante no espólio da mítica editora, com uma sonoridade em tudo condizente com o que esta representa. Ora misterioso e pujante, ora blissful e etéreo, este é um lançamento equilibrado e bem polido que veste bem a camisola da sua equipa. O carácter intemporal e épico de Forgotten torna-a na nossa faixa predileta, mas as demais estão taco-a-taco. Deliciem-se. RC

Spaceboys – Sonic Fiction [Funkamental]

Sim, é uma reedição. Não, nunca foi tão atual. Esta “ficção sónica” continua a chegar de nave espacial – vem de outro tempo, lá mais à frente. Ao comando estão três portugueses (João Gomes, Francisco Rebelo e Tiago Santos) que nos levam por uma viagem intergaláctica, ao som de uma música deliciosamente hipnótica. Chamem-lhe acid jazz ou funk, pensem em Fela Kuti ou Sun Ra, como preferirem, pouco importa, o que é certo é que especial. Isto é música do futuro, venham. NV

The Busy Twist – World Of The Spirits / Tropic 109 [Futurebounce]

Da junção invulgar do UK bass ao afro beats, e da associação a uma ethos da energia rave, nasce este duplo single prontinho a deixar pistas em alvoroço por este mundo fora. World of the Spirits surgiu numa viagem do produtor londrino ao Gana, onde uma jam com o grupo de percussão nativo Labadi Warriors serviu de inspiração a esta portentosa mescla cultural e sonora que a Futurebounce certamente se orgulha em editar. RC

VIL & CRAVO – Klockworks 32 [Klockworks]

Se calhar somos suspeitos por estarmos deliciados com mais uma estreia nacional na label de Ben Klock, mas a verdade é que “Klockworks 32” parece ser do melhor techno que se fez pelo mundo em 2021. VIL e CRAVO, autênticas certezas dentro de portas que têm mostrado cada vez mais esse talento lá fora, assinam aqui três faixas rápidas que são modernas, sim, mas que também têm um quê de anos 90. Não tenham dúvidas: apertem play e digam-nos se os clubes não precisam de este techno acelerado e meticulosamente desenhado para fazer vibrar.

Violet – Sickle And Hammer [Alphabet Street]

Num momento em que é urgente ser-se político, Violet lança um EP que nos remete diretamente para a foice e o martelo, símbolos tipicamente associados ao comunismo. E mais do que uma afirmação sem rodeios, “Sickle And Hammer” é também um trabalho em que a lisboeta Inês Coutinho se volta a afirmar como uma produtora que não tem medo de fazer o que bem lhe apetece. Já a ouvimos pelo ambient ou pelos breaks, mas por aqui há uma vertente mais techno, provavelmente inspirada em diferentes eras deste e de outros géneros. E sim, este é para pôr a tocar por essas festas fora. DD

Textos por Daniel Duque, João Freitas, Nuno Vieira e Rui Castro

relacionados

Artigo

Deixa um comentário






t

o

p