AUTOR

A Cabine

CATEGORIA
Lançamento, Notícias

“Genesis” marca estreia a solo de Phaser

6 Outubro, 2021 - 15:03

Dois anos depois, Miguel Loureiro apresenta o seu projeto Phaser através deste “Genesis”.

Estreou na semana passada “Genesis”, o primeiro lançamento de Miguel Loureiro enquanto Phaser. E mais do que um álbum, este trabalho chega acompanhado por um filme de cerca de 35 minutos.

“Genesis emerge da ideia de criar uma peça una, em que imagem não estivesse apenas ao serviço da música ou vice-versa”, pode ler-se em comunicado. Durante “dois longos anos de imaginação e de criação de universos cinemáticos e sonoros que pululam na mente inquieta e prolífera de Miguel Loureiro”, o músico compôs um trabalho que revela o gosto que este nome tem pelas artes da música e cinema.

Como é explicado em comunicado, esta é uma “viagem entre o real e o virtual, entre o analógico e o digital”, feita através de “guitarra, sintetizadores analógicos, técnicas de produção digitais e das imagens ora naturais ora virtuais” que residem na mente de Phaser.

Apesar de este ser um trabalho de sua autoria, Miguel Loureiro não está sozinho em “Genesis”. RIVAthewizard, por exemplo, surge em dois temas (The Moon e Sleep Well Tonight) e REGINE e help! noutros dois (To fly e To feel, respetivamente).

Estudante de Cinema na Universidade da Beira Interior, “Miguel Loureiro é um artista visual e sonoro natural de Viseu”. Embora esteja agora a passar pelo nosso radar pela primeira vez com este projeto, Loureiro aventura-se na música há alguns anos, tendo sido, por exemplo, “um dos membros fundadores da banda de indie rock Color Ivy”.

Com a ajuda do designer polaco Kesson Dalek para “trazer à vida os elementos gráficos”, “Genesis” pode ser encontrado através de três meios: no YouTube em formato vídeo, nas habituais plataformas de streaming ou, em alternativa, numa peculiar pen disponível no site oficial de Phaser.

Fotografia por José Cruzio

relacionados

Deixa um comentário






t

o

p