CATEGORIA
Notícias

Sama’ Abdulhadi sai em fiança após oito dias de detenção

5 Janeiro, 2021 - 17:20

A fiança acordada para a libertação de Sama’, em termo de identidade e residência, foi de 500 Dinares Jordanianos (cerca de 574€), tendo sido aceite no oitavo dia após a prisão da artista e DJ em Jericó.

Sama’ Abdulhadi está proibida de deixar o país durante o decorrer de uma investigação que irá determinar se a artista será indiciada por profanação de local religioso e por quebrar o protocolo sanitário da COVID-19. A decisão da procuradoria, que será tomada no fim da investigação, pode resultar em acusações com pena máxima de 2 anos.

A artista e DJ foi detida um dia depois de organizar um evento privado à entrada do Santuário Sagrado de Nabi Mussa, ainda que numa área dedicada ao turismo e não no templo em si. Já em casa, Sama’, em declarações ao Beatport, diz estar “segura e bem”, acrescentando que “gostaria de agradecer a toda a gente que se pronunciou acerca da sua situação e apelou à sua imediata libertação”. Sama’ diz ainda estar “deslumbrada pelo apoio da comunidade musical” e finaliza dizendo que, de momento, “apenas quer estar com a família”.

Após o desfecho da gravação do primeiro de quatro vídeos, comissionados pela Beatport visando celebrar e dar visibilidade à cultura palestiniana, que contou com uma multidão que expulsou os envolvidos do local e culminou na prisão de Sama’ durante 8 dias, mais de 100.000 pessoas (até à data) assinaram uma petição, veiculada pela plataforma Change.org, apelando à sua imediata libertação.

Vários dos que defenderam a libertação de Sama’ salientam a importância de continuar a reunir assinaturas para contestar eventuais acusações que possam vir a ser tomadas contra a artista palestiniana após conclusão da investigação atualmente em processo.

Direitos de imagem reservados

relacionados

Deixa um comentário






t

o

p