CATEGORIA
Lançamento, Notícias

Está cá fora o terceiro trabalho de Phoebe

18 Junho, 2021 - 10:47

Tem selo Rotten \ Fresh e está disponível em cassete e formato digital.

“if i was simple in the mind, everything would be fine” saiu esta quinta-feira e é o terceiro lançamento de Phoebe, DJ, produtor e fundador da Troublemaker Records. Em declarações à A Cabine, Phoebe diz encontrar refúgio na produção musical e que este álbum é fruto de um “momento de extrema solitude”, nos quais a criação se torna um ato “quase terapêutico”.

São quatro faixas originais e um on speed mix de all my homies hate, single de avanço do álbum. Com sonoridades que vão desde o drum’n’bass ao ambient e shoegaze, o mais recente lançamento de Phoebe tem assinatura da lisboeta Rotten \ Fresh. Sucede “B4HER” de B4ICRY2 e “Goth Partisan” de Kara Konchar no catálogo da label.

“Só lanço discos quando tenho algo para dizer”, remata o alter-ego de Bruno Trigo. Nascido em 1995 em Leiria, cresceu rodeado por discos, como descreve na sua passagem pelo podcast d’A Cabine. Em 2018, fundou a Troublemaker Records, uma editora discográfica que se afirmou desde o primeiro momento como um porto seguro para identidades queer não-brancas, tendo já recebido lançamentos de nomes como Odete, nëss e Killian.

Estreou-se nos lançamentos em dezembro de 2019 com “Affection”, um álbum sobre a inocência do primeiro amor no qual explorou sonoridades como o dream pop. Já em maio deste ano, seguiu-se uma “míriade de estilos e ideias frescas” com o EP “Living on Valued Energy”, como o caracterizou a Rádio Quântica nas notas do Bandcamp. Entretanto, passou também por várias compilações, como foi o caso da “Complacent = Complicit”, também da Rádio Quântica e da “Labanta Braço”, uma iniciativa solidária do Rimas e Batidas e do Raptilário.

Disponível no Bandcamp da Rotten \ Fresh em cassete e em digital, já podes ouvir ou encomendar “if i was simple in the mind, everything would be fine”, que conta com artwork de wandalismo e cyrberu.

Direitos de imagem reservados

relacionados

Deixa um comentário






t

o

p