AUTOR

A Cabine

CATEGORIA
Lançamento, Notícias

Há novos discos de Ondness e Serpente cá fora

10 Maio, 2022 - 18:16

Bruno Silva assinou dois novos álbuns com os pseudónimos pelos quais é mais conhecido.

Com um intervalo de uma semana, Bruno Silva regressou aos alter-egos Ondness e Serpente para lançar “Megadawn” e “Dias da Aranha” pela Holuzam e pela Souk Records (sub-label da Discrepant), respetivamente.

“Megadawn” é lançado como um “sucessor espiritual” de “Not Really Now Not Any More” (2019), segundo as notas oficiais. Numa viagem experimental bem ao estilo de Ondness, este é “disco provocativo” e “estimulante” que “parece aceitar o cansaço” que o “fluxo de informação e mudança constante” trazem até nós nesta secularidade.

Num “passo” dado a partir dos recentes “Parada” e “Fé/Vazio”, ambos lançados pela Ecstatic, “Dias da Aranha” surge como o registo “mais vibrante e emancipado” deste pseudónimo, de acordo com a descrição da Souk Records. É um disco de Serpente, mas um dos pormenores que chama a particular atenção é que conta com colaborações feitas ao lado de Gabriel Ferrandini, Kelly Jayne Jones, Maxwell Sterling, Pedro Sousa e Vasco Alves.

Bruno Silva é um nome bem ativo no cenário português. Para além do trabalho a solo, conhecemo-lo também por integrar duplas como Sabre, ao lado de Carlos Nascimento, e por ser um “colaborador generoso e participante em múltiplos projetos”. Ainda recentemente, aliás, Silva esteve pelo Festival Rescaldo para o concerto de lançamento do primeiro disco de Má Estrela.

Carlos Nascimento foi o responsável pela masterização dos dois trabalhos. Márcio Matos ficou encarregue do artwork do disco lançado pela Holuzam, pois claro, e AJD e o próprio Bruno Silva pelo outro.

Para além das lojas físicas e das plataformas digitais, os discos podem também ser encontrados no Bandcamp.

Direitos de imagem reservados

relacionados

Deixa um comentário






t

o

p