AUTOR

Daniel Duque

CATEGORIA
Crónica

Um ano de A CABINE e o sentimento de dever (quase) cumprido

12 Julho, 2019 - 12:05

Com a nossa primeira festa de aniversário marcada para esta noite de sexta-feira, chegou a altura de refletir um pouco sobre o trabalho desenvolvido até à data.

Apesar de esta sexta-feira marcar o primeiro aniversário de lançamento do nosso site, o projeto foi revelado ao público em meados de 2017. Mas não passávamos de uma mera página de Facebook e Instagram. Depois de pormenores mais técnicos, como o registro na Entidade Reguladora para a Comunicação Social ou o desenvolvimento do site, mergulhamos sem medo e com certeza de que o nosso papel é importante para o panorama de música eletrónica em Portugal.

Não começámos o projeto para procurar qualquer tipo de vantagem para os envolvidos. Começámos o projeto porque sentimos necessidade de acabar com uma enorme lacuna que estava – e está – presente no país. São feitos esforços por nós e outros meios, é verdade, mas acreditamos que há muita coisa fora do holofote, temas que não devem ser ignorados pela comunidade. Queremos fazer mais e melhor para ajudar a informar e educar os portugueses, procurando cumprir mais eficazmente o nosso papel enquanto meio jornalístico.

No livro de 1997 Os Elementos do Jornalismo, Bill Kovach e Tom Rosenstiel referem que “o jornalismo deve manter-se leal, acima de tudo, aos cidadãos”, acrescentando ainda, entre outros aspetos, que esses “cidadãos não são clientes”. Este é um pormenor que temos bem assente desde o primeiro dia. Vamos precisar de dinheiro para sobreviver, claro, mas nada pode pôr em causa o nosso propósito, que é manter o público a par das mais recentes novidades da cena, dar a conhecer novas realidades ou até dar acesso àquilo que, muitas vezes, não está ao alcance de todos.

Em dezembro, 4.300 utilizadores passaram pelo nosso site e visitaram um total de 8.000 páginas. Em abril, 13.000 utilizadores clicaram em 22.000 páginas. Este aumento deixa-nos felizes, mas sabemos que precisamos de fazer mais artigos, entrevistas, críticas, novas rubricas e não só. Acreditamos que temos falhado nesse tipo de peças, mas palavras, leva-as o vento – por isso, fica aqui registado que iremos fazer esforços nesse sentido.


Tudo o que fazemos diariamente é feito em prol dos portugueses e, também por isso, sentimos que estes merecem mais. Esta sexta-feira, no entanto, vamos tentar abstrair-nos das nossas obrigações no Passos Manuel, no Porto, com Telma e Nørbak b2b Temudo encarregues da banda-sonora daquela que será a nossa primeira festa de aniversário. A primeira de muitas.

relacionados

Deixa um comentário



t

o

p