AUTOR

Daniel Duque

CATEGORIA
Destaque, Notícias

De música a vídeo, a turva quer produzir e publicar arte experimental

14 Julho, 2020 - 12:07

Já saiu o primeiro lançamento da turva, editora que nos explicou qual o propósito por trás deste projeto.

“TRV001” abre portas à descoberta do novo projeto editorial turva. Trata-se de uma compilação de sonoridades experimentais, sejam elas eletrónicas ou acústicas, que reúne oito nomes portugueses, como ciplinarian, funcionário, Martiška e os dois responsáveis pela editora, Alexandre Alagôa e Luís Neto.

Os fundadores Alagôa e Neto trabalham em cinema experimental e em composição musical e arte sonora, respetivamente, algo que os levou a ter “uma necessidade cada vez maior de criar um ponto de cruzamento entre as abordagens” – uma “forma de nos apoiarmos na produção de trabalho, bem como na apresentação das nossas peças”, contam.

Por isso, explica-nos a equipa, este novo selo dedica-se “à produção e publicação de arte experimental, com especial foco em música/som e vídeo/cinema”. Para esta primeira edição, “TRV001”, juntou-se o designer Daniel Martins (AALTAR System) e a fotógrafa Elisa Azevedo, mas a turva “não quer ter sempre uma equipa exclusiva”.

“O que nos interessa”, aprofundam, “é sempre manter uma relação contínua com os artistas com quem colaboramos, mas igualmente estarmos sempre recetivos a novas propostas de trabalho e colaboração, desde que potenciem o contexto visual e conceptual da turva”.

“Sejam peças sonoras, instalações de vídeo para contexto de galeria”, concertos, performances ou “filmes para sala escura”, o projeto de Alexandre Alagôa e Luís Neto quer “produzir e apresentar trabalho”. E afinal, aliando “tudo isto à publicação editorial audiovisual”, a turva “torna este processo mais fácil pois o trabalho de grupo revela-se muito mais produtivo e rentável”, acabando por “criar um registo daquilo que andam a produzir”.

Da turva, podemos assim esperar por um trabalho bastante abrangente, que tanto pode explorar música (de eletrónica a jazz) como vídeo ou outras artes. Para já, “TRV001” está disponível em versão física (CD) e digital, como podes encontrar mais acima. Nos próximos tempos, vão chegar até nós “alguns álbuns a solo de artistas que participaram na compilação” e “um filme experimental do Alexandre [Alagôa] para o qual será produzida uma publicação”, mas, até lá, a turva vai continuar a “estar atenta ao que se anda a fazer” e “sempre disponível para colaborar com mais artistas”.

Direitos de imagem reservados

relacionados

Deixa um comentário






t

o

p