AUTOR

Daniel Duque

CATEGORIA
Lançamento, Notícias

“Chegou” o álbum de Bateu Matou

14 Maio, 2021 - 10:36

O primeiro disco do trio formado pelos bateristas Ivo Costa, Quim Albergaria e Riot está cá fora. E conta com inúmeros convidados a dar voz aos temas.

Mais de um ano após o lançamento do primeiro single Lume, com voz de Scúru Fitchádu, e depois de ouvirmos temas como Povo, com Héber Marques, ou Clichê, com Papillon, chegou a hora de conhecermos o primeiro álbum do trio Bateu Matou, disponível desde esta sexta-feira.

Além dessas vozes, ao longo dos nove temas há outros colaboradores com esse papel, concretamente Blaya, Favela Lacroix, Irma, Pité e Toty Sa’Med. Afinal, como explica Quim Albergaria, citado pela imprensa nacional, o trio “acredita que a colaboração faz a música melhor”.

Ainda de acordo com Quim Albergaria, o objetivo inicial “era fazer uma banda de baile, mas que não era de originais, era tipo um DJ set aumentado”. Mas a residência pelo Musicbox, em Lisboa, eventualmente levou-os a apostar no formato de canção. “De repente começámos a criar música para suportar o ‘kit’ das três percussões, e nesse desafio fomos criando processos e linguagens”.

Depois do primeiro single, Lume, perguntaram e decidiram ser “mais do que um trio de produtores”, empenhando-se para “levar este som, este pulso, este ritmo ao centro da identidade para fazer canções”. Avancemos mais de um ano desde então e cá está um álbum repleto de canções para fazer dançar.

Dia 27 e 28 deste mês, o trio apresenta “Chegou” no Lux Frágil, em Lisboa. Os dois concertos já estão esgotados, por isso resta-nos dançar ao som do novo álbum:

Fotografia por Ana Viotti

relacionados

Deixa um comentário






t

o

p