AUTOR

Nuno Vieira

CATEGORIA
Lançamento, Notícias

“We Went Clubbing”: o lado mais eletrónico dos Whosputo

16 Setembro, 2021 - 15:11

O novo curta-duração da banda, criado para as pistas de dança, respira “drum’n’bass, house e garage”.

Depois de divulgarem o seu primeiro álbum em abril do ano passado, e de assinarem um curta-duração pouco tempo depois, os Whosputo estão de volta. Desta vez, com “We Went Clubbing”, o primeiro passo do projeto “numa incursão mais evidentemente eletrónica”.

O novo curta-duração de Raimundo Carvalho, Miguel Fernandez, Tiago Martins e Tom Maciel chega divido em duas partes. Tal como se lê na nota enviada à redação, “uma primeira consistente em quatro temas originais que cavalgam a identidade da banda através de roupagens mais drum’n’bass, house e garage, e uma segunda composta por duas contribuições de produtores nacionais”, nomeadamente Lu e O Mar.

Chamados a intervir enquanto convidados, Luís Lucena e Pedro Marinho ofereceram uma nova roupagem a Weird Thing Whole Again, duas músicas de trabalhos anteriores dos whosputo.

No total, são seis temas trazidos até nós com “We Went Clubbing”, um EP, em certa medida, nascido por força das circunstâncias. Como a banda explica, “a ideia surge quase como uma ironia, pois apenas poderíamos ter ido ao clubbing num espaço abstrato de criação musical e não no mundo real”. Para além disso, pretendem “homenagear este estilo de música que tem tantos fãs bem como desafiar a essência da banda para outros caminhos”.

A 2 de outubro, a banda dá um concerto no Lux Frágil, em Lisboa, um dia antes de passar pelo Braga Livre.

“We Went Clubbing” encontra-se, desde quarta-feira, disponível em todas as plataformas de streaming.

Fotografia por Bruno Ambrósio

relacionados

Deixa um comentário






t

o

p