AUTOR

Daniel Duque

CATEGORIA
Reportagem

Vinculum: a escapadinha íntima de dois dias em Mondim de Basto

5 Agosto, 2022 - 16:29

O Vinculum apresenta-se como um dos festivais independentes de eletrónica no país e nós estivemos lá para experienciar uma das noites.

Já passou uma semana desde o Vinculum e basta fechar os olhos para imaginar os nossos corpos a serem embrenhados pela natureza de Mondim de Basto. E pela música, claro.

Originalmente marcado para os dias 15 e 16 de julho, o festival viu-se obrigado a adiar a festa para 29 e 30 desse mês, dado o risco de incêndio na região e respetivo estado de contingência.

Maria Callapez e Rita Silva foram dois dos nomes que tiveram de cancelar a passagem pelo festival depois do adiamento, mas nem por isso a organização e o público perderam a vontade de celebrar a vida e a união de modo tão íntimo quanto possível.

A edição de 2022 de Vinculum levou alguns dos atos mais interessantes do panorama nacional até Mondim de Basto, grande parte destes virada para o universo techno. Infelizmente para nós, obrigações seculares não nos deixaram ir ao primeiro dia para ouvir nomes como Temudo ou Enkō, mas a oferta de sábado era igualmente deliciosa.

Fomos das primeiras pessoas a entrar no recinto, por volta das 17h. Referência do Porto, Tendency abriu o festival a essa hora e da melhor maneira: música esquisita (no bom sentido do adjetivo), quebrada e não só, em boa parte fora dos cânones habituais que ouvimos por aí, numa história coesa e muito bem contada. Início de festa ideal.

Aproveitando as primeiras horas e o facto de o recinto ainda não ter muita gente – disseram-nos que a primeira noite tinha sido dura, imagine-se – uma volta pelo espaço mostrou-nos as condições mais do que suficientes daquele Parque De Merendas da Sobreira.

Também com zona de campismo, nesse parque transformado em salão de festas ao ar-livre havia casas-de-banho limpas, várias mesas e bancos de pedra, uma roulote com comidas, um bar que nunca mostrou problemas, sítio para banhar e, claro, a cereja no topo do bolo: as árvores, as sombras, as paisagens verdejantes.

Voltando à música, admitimos que aquilo que se viveu em Mondim de Basto não deu muito espaço para tirar notas sobre o que ouvimos. Havia muitos amigos e conhecidos por lá, pelo que o convívio se sobrepôs muitas vezes à atenção, mas ficámos com a certeza de que todos os atos cumpriram o seu propósito de forma exemplar.

Depois de Tendency, Ferro puxou pela energia dos presentes antes de dar lugar a Francisca Urbano, que aproveitou a hora de jantar para servir um prato mental e hipnótico, cuja progressão envolveu bem os presentes e abriu espaço para uma autêntica lição de rave e techno rápido.

Munido de máquinas como uma Elektron, Salbany mostrou por que razão assina um dos grandes live acts deste país. Rápido, enérgico e a seduzir-nos com pormenores como o ocasional sample de voz, o lisboeta provou, mais uma vez, que merece a atenção de todos. Apanhem-no no Neopop se ainda não tiveram oportunidade de o ouvir.

Backbone, Vil e a dupla Ruuar foram também eles prova da qualidade que há por cá, mas, mais ainda, do calibre destes atos e de como qualquer um deles poderia ter nas mãos uma slot de pico num qualquer clube ou festival techno deste país (e mundo). E não falamos apenas de técnica, longe disso: nestes três atos há garantia de seleção séria.

Sem muita energia, saímos do festival pelas 6 da manhã. Dizem-nos que só acabou pelas 8h e, a julgar pelas stories que vimos no Instagram, por essa altura Ruuar estavam bem mais rápidos do que nos primeiros momentos da sua atuação. Fica a inveja de não ter lá estado.

Em retrospectiva, esta foi uma daquelas em que nos arrependemos de ter saído tão cedo. Mas que venha a próxima edição para sermos abraçados pela natureza – e pela música, pelos presentes, pela terna intimidade – pelo menos até à última faixa.

E fica a certeza: esta é uma óptima sugestão para quem quiser fazer uma escapadinha de dois dias em Mondim de Basto. Tão romântica quanto um hotel de luxo em Mondim de Basto.

Fotografia retirada da página de Instagram do Vinculum

relacionados

Deixa um comentário






t

o

p