AUTOR

A Cabine

CATEGORIA
Artigo

Guia para (tentar) sobreviver ao RPMM

27 Julho, 2018 - 20:37

Com o arranque oficial do RPMM marcado para este sábado ao meio-dia, fizemos um guia com aquilo que podem esperar da primeira edição do festival. E não só.

O RPMM arrancou esta sexta-feira com uma festa para portadores de passes VIP, na Quinta de Santo António, com Laolu, Michael Bosacki, Ollie Mundy e Twenty2 a selecionarem músicas numa festa com direito piscina. As portas abrem ao público no sábado, e vai ser difícil escolher por entre tantos artistas. Nós tentamos ajudar.

Sábado, 28 de julho
Ao meio-dia em ponto, no palco principal da Alfândega do Porto, onde Alfonsvs promete animar os presentes durante duas horas. Pixel 82, portuense cheio de experiência, toma conta da cabine às 14h, antes de ser sucedido por Robert Mott e Matt Tolfrey.

À hora de Mott e Tolfrey, a festa da Meoko já decorre na sala dois, e o português baseado em Berlim Cleymoore atua por volta das 16h – vamos lá dar-lhe as boas vindas? Na mesma festa, Barac e Varhat seguem-se às 18h e as 20h, respetivamente.

Entre as 19h e a meia-noite, na sala principal, é preciso respirar fundo. Matthew Dear (live), Âme (dj set) e Guy Gerber, por esta ordem, estarão encarregues por nos fazer vibrar. E para quem não estiver satisfeito, ou precisar mesmo de gastar mais energia, há muita escolha até de manhã.

Dependendo do gosto de cada um, podem escolher o vosso after entre Industria (Half Baked), Gare (Ibiza Voice) e Cais Novo (10 Anos de No.19 + You Are We) – ou todos, pois o próprio bilhete diário dá-vos acesso. Aguardam-se excelentes festas em qualquer um desses espaços, como o caso de Darius Syrossian e Art Department pelo Gare e Cais Novo, respetivamente.

Domingo, 29 de julho
Domingo mantém-se tudo em altas. Com um incrível alinhamento feminino, prevê-se temperaturas quentes ao longo da tarde. Su M abre a Alfândega do Porto às 13h – Ari Girão começa pelas 14h na sala dois –, e segue-se a dupla lisboeta Heartbreakerz, de Analodjica e Vanessa Kokeshi, e Diana Oliveira.

Depois, a italiana baseada em Londres Francesca Lombardo apresenta o seu álbum de estreia Life of Leaf, que vai percorrer o horário – e os corações – das 18h às 19h30. Damian Lazarus regressa a Portugal depois de estar no sétimo aniversário da Fuse Records em junho, mas traz consigo os The Ancient Moons. Por isso, não há desculpas para os portuenses.

O britânico é sucedido por um dos momentos mais esperados do festival, o estrondoso back-to-back dos também britânicos Jackmaster e Jasper James. Ainda assim, podem-se deparar com alguma indecisão visto que D’Julz vai estar, desde as 18h, encarregue de fechar a sala dois.

Tudo termina da melhor maneira no Cais Novo. Catorze nomes vão estar na sala principal, incluindo Kenny Glaslow, lives de Hefe e Tone of Arc, ou os lisboetas Photonz e Violet. Mas do outro lado, a MusiK@ll traz Switchdance, e um back-to-back entre a radialista da BBC Radio 1 B.Traits, e a sueca La Fleur, que prometem deslumbrar os ouvintes.

Querem mais?

Há bar e restauração no recinto do RPMM, claro, mas se estiverem a pensar comer, beber ou visitar algum sítio, deixamos aqui algumas sugestões. Perto do ponto 1, na Rua de José Falcão e na Praça Guilherme Gomes Fernandes, respetivamente, têm O Diplomata, especialista em brunch, e o bar Bonaparte.

Para estar, aconselhamos o Jardim das Virtudes, perto do ponto 2. Para comer, há Tascö e Muu perto do ponto 3, Brick perto do ponto 4, onde também têm o Base. A zona 6, na Praça dos Poveiros, conta com, entre outros, a mítica Casa Guedes. Para quem estiver à procura de opções vegetarianas, aconselhamos o Da Terra e o Em Carne Viva.

No ponto 5, têm o Bar Ponte Pênsil perto da Ponte D. Luís I, onde também encontram, aí perto, o Funicular dos Guindais, que vos dá acesso a uma vista privilegiada sobre o Douro.


De resto, encontramo-nos nas pistas do RPMM.

relacionados

Deixa um comentário


t

o

p